14.8.14

Capitulo 8 - A Sexóloga - 2° Temporada (2/2)

 
~
 
- Poxa amor, assim você fere meus sentimentos. Você é tão fria quando está irritada... - Joe fechou a boca antes de falar mais alguma coisa que pudesse irritar Demi e logo voltou à história. - Eu e a menina fomos para a enfermaria do colégio, lá tinha um sofá. Acontece que meus amigos ficaram me enchendo o saco dizendo que eu tinha que conseguir gozar e fazer ela gozar senão eu seria o maior idiota de todos, e se eu conseguisse tal feito, eu seria o “gostosão” e vamos combinar que adolescentes dessa idade só pensam e fazem besteira.

 
- E você foi na onda dos seus amigos e se ferrou...

 
- Infelizmente... enquanto eu estava lá, ela enlouquecida, gritando, gemendo, ela gritava meu nome, eu estava acreditando que eu conseguiria, aí como um demônio em minha vida, eu fiquei com as vozes de meus amigos na minha cabeça me dizendo que eu deveria gozar...

 
- E você não conseguiu?... - Demi mais afirmou do que perguntou. Ela reprimiu o riso, mas sentiu uma pena de Joe. Os homens eram tão idiotas. Como em momentos como esses eles pensavam mais na reputação, ou outra coisa, do que aproveitar o momento e fazer o que eles devem fazer nessa hora? Gozar.

 
- Demetria, não é engraçado. Eu fiquei que nem um idiota. Eu não consegui, eu acho que a coitada teve uns sete orgasmos e eu não tive nenhum. Tenho trauma disso.

 
- Não conseguiu mesmo? Nem tentaram outras posições? - Demi comentou ainda rindo.

 
- Fizemos todas as posições possíveis que existem no Kama-Sutra e mesmo assim eu não consegui... aqueles filhos da puta, depois desse dia eu nunca mais quis ver a cara daqueles desgraçados. Eles arruinaram minha vida sexual.

 
- Amor, não fica assim. Pensa assim, se eles não tivessem “ficado” na sua mente naquele momento, e você não tivesse pegado um trauma com isso. Hoje não estaríamos aqui, juntos, casados e com um filho. Você provavelmente estaria ainda casado com aquela maluca da Mancy. Mas vamos combinar que você do mesmo jeito iria broxar com ela porque aquela coisa ali, céus, eu não sei como você conseguiu dormir com aquela mulher. Joseph! - Demi se aproximou de Joe e acariciou o rosto dele. Ele estava mais aliviado em contar aquilo para ela. Ele já havia contado que a primeira vez dele havia sido nessa tal festa e na enfermaria, mas não contou os detalhes.

 
- É, você esta certa. Eu com certeza broxaria com ela. Mas mesmo assim acho que minha mente naquela vez estava muito acumulada. - Demi depositou um leve selinho em seus lábios.

 
- Você deveria agradecer uma parte a seus amigos idiotas, porque se não fossem eles, você não teria broxado com a maluca, não teria procurado uma sexóloga, e não teria conhecido essa coisa maravilhosa aqui – Demi apontou para si mesma, fazendo Joe gargalhar. Ele amava quando ela se auto elogiava.

 
- Sim, e você não teria dado em cima desse pobre homem inocente e o forçado a transar dentro do carro, no meio da rua, enquanto estava em plena lua de mel... - Joe entrou no jogo e brincou um pouco para fazer Demi rir.

 
- Você me seduziu!! e você se apaixonou primeiro. Não tenho culpa se eu sou essa mulher irresistível. - Demi deu de ombros divertida. Joe a abraçou e a deitou na cama, se deitando por cima dela.

 
- Sim. Você é. A mulher maravilhosa, que eu escolhi passar o resto da minha vida. A mulher que me deu o melhor presente da minha vida, um filho. A mulher que me mostrou a felicidade. A mulher que eu amo muito, e que faria qualquer coisa só para a ver sorrindo. Você sabe que eu faria qualquer coisa por você né meu amor? - Demi o olhou com lágrimas nos olhos e ainda tentou brincar com ele.

 
- Tãaaaao meloso. - Demi comentou rindo alto. Joe mordeu o lábio inferior dela e fez um carinho no rosto dela.

 
- Porque esta com essa cara de que esta pensando em aprontar? - Joe a olhou desconfiado. Demi o olhava com uma cara sapeca.

 
- Hum... eu estava pensando... já que você não teve uma experiência muito boa na sua primeira vez... - Demi acariciou os braços dele, subindo e descendo as mãos o acariciando. - Poderíamos recriar a sua primeira vez. Quer dizer... você poderia ter de novo uma chance para a sua primeira vez. Uma primeira vez que você merece. Te prometo que farei o meu melhor para te deixar o mais confortável possível e te prometo que você não vai mais broxar depois do que fizermos.

 
- Como tem certeza? - Joe a olhou. Ele estava com bastante desejo, mas ao mesmo tempo, com medo. De dar errado que nem a primeira vez.

 
- Sou sexóloga, lembra? Sei de tudo e mais um pouco sobre sexo. - Demi falou convencida. - Vamos recomeçar, eu irei me preparar e você irá vestir suas roupas de novo. Arrume a cama, desligue a televisão, tranque a porta, e... acenda as velas que tem dentro da gaveta do banheiro, depois espalhe-as pelo quarto. Quero uma primeira vez romântica para nós dois. - Demi o beijou antes de se levantar e começar a se preparar. Ela também não tivera uma primeira vez romântica. Foi na casa do menino, mas ele não fora nem um pouco romântico. Pelo menos ele fizera Demi ter um orgasmo.

 
Demi foi até o closet e fechou a porta. Ela iria trocar a lingerie que ela estava. Ela procurou por um conjunto que além de sexy, era também bem simples. O que não foi uma coisa fácil de se achar, pois normalmente Demi usava lingeries bem provocantes para Joe. Eles eram muito “fogosos” na cama, então não eram lá de ter momentos românticos na mesma.

 
Depois de se vestir, Demi passou um perfume bem suave e o favorito de Joe. Depois de verificar várias vezes no espelho como ela estava ela sentiu uma felicidade a invadir. Ela estava realmente sentindo como se fosse a primeira vez dela, mas sem os medos, apenas a excitação e a felicidade de poder “finalmente estar nos braços do amado” mesmo já estando várias vezes.

 
- Eu estou maravilhosa! - Demi riu com o seu próprio comentário. Ela aguardou mais alguns minutos e percebeu que estava um silêncio. Joe já deveria ter acabado a arrumação no quarto.

 
Depois de verificar por uma parte bem pequena da porta entreaberta do closet ela percebeu que Joe já a aguardava sentado na cama. Ele parecia bem nervoso, parecia que era a primeira vez dele. Demi saiu do closet vestida com o seu robe de seda, bem sexy. Joe a olhou encantado. Nem eles poderiam explicar o que estava acontecendo. Parecia que era a primeira vez que se viam, estava parecendo um dejavu daquela primeira vez que se encontraram no hospital.

 
- Você está linda... - Joe levantou e foi em direção a ela. Ele fez um carinho em seu rosto, fazendo com que Demi fechasse os olhos e sentisse o carinho. Joe deu um selinho delicado nos lábios macios de Demi que fez a mesma rir. - O que foi?

 
- Nós dois estamos parecendo dois virgens... - Demi riu junto a Joe. - Acho que não precisamos ficar com esse nervosismo todo não é? Já fizemos isso várias vezes, de todas as melhores e possíveis posições – Joe riu ainda mais. Demi mesmo em momentos tensos, sempre procurava fazer alguma graça.

 
- Ok, acho que... estamos assim porque, nunca fizemos algo tão romântico antes... - Joe a puxou fazendo com que ela ficasse de costas para ele e observasse como ele havia decorado o quarto.

 
- Está muito lindo... Obrigada – Demi sorriu e se arrepiou ao sentir Joe dar-lhe beijos em seu pescoço.

 
Joe a abraçou por trás, enquanto distribuía vários beijos pelo seu pescoço e pelo seu ombro ainda coberto pelo robe. Demi levou a cabeça para trás e gemeu baixo quando Joe começou a lhe dar leves mordidas no pescoço.

 
Não demorou muito até que Demi virasse e o beijasse com bastante desejo. Ao mesmo tempo que o beijo era suave, lento, ele também era com bastante desejo. Eles ficaram alguns minutos apenas sentindo o beijo um do outro... Demi não aguentou mais resistir e subiu para o colo de Joe, agarrando o pela cintura com as pernas. Nessa momento, o desejo já falava bem mais alto. Os dois já estavam mais que excitados. Demi já conseguia sentir a ereção de Joe crescer.

 
Joe a levou para a cama onde a deitou delicadamente. Ele não exitou em deitar em cima dela, um pouco apoiado pelo braço e começou a abrir o robe. Antes de desfazer o laço do robe, Joe a deu um selinho bem carinhoso. Demi observou enquanto Joe abria o robe e a cada pedaço de sua pele exposta ele deixava um beijo. Demi ajudou Joe se levantando um pouco para que ele pudesse retirar por completo o robe.

 
- Agora é covardia... eu estou só de roupas intimas e você está completamente vestido. - Demi comentou enquanto sentia Joe lhe distribuir beijos e leves mordidas em seus seios ainda cobertos pelo sutiã de renda.

 
- Eu estava esperando a minha querida esposa tirar... - Joe ficou de joelhos na cama e esperou Demi se levantar e começar o seu trabalho. O que não demorou muito, Demi imediatamente se aproximou dele e abriu botão por botão da camisa de Joe sem tirar os olhos dos dele.

 
Joe a observava e seu coração parecia que iria explodir, ele nunca pensaria que a cada dia mais se apaixonaria por uma mulher do jeito que ele se apaixona por Demi. Depois de retirar a camisa de Joe, ela fez o mesmo se levantar e continuou o seu trabalho, agora com a calça dele. Depois de deixar Joe apenas com a cueca box, ela se deitou novamente e Joe se deitou por cima dela, onde a mesma gemeu ao sentir a intimidade de Joe tocar a dela. Eles já estavam muito excitados.

 
- Podemos deixar as preliminares pra nossa próxima transa? - Demi perguntou a Joe já não aguentando mais a onda de prazer que a tomava. - Eu não aguento mais, eu preciso de você agora... - Demi gemeu alto ao sentir Joe abocanhar um dos seios já descobertos. Demi nem mesmo percebera quando Joe lhe tirara o sutiã. Ela estava muito hipnotizada pelos beijos dele pelo seu corpo.

 
Joe não respondeu e ele mesmo retirou a própria cueca. Ele se afastou de Demi e alisou-lhe as pernas torneadas enquanto observava a mesma se contorcer na cama sentindo a onde de prazer aumentar a cada toque de Joe. Demi mordia o lábio tentando reprimir os gemidos que vinham. Demi sorriu ao sentir Joe a deixando nua e distribuindo beijos pela sua virilha. Como eles não queriam prolongar as preliminares, Joe subiu os beijos e a beijou na boca. Demi não teve tempo nem de pensar e gemeu bem alto ao sentir Joe a penetrar.

 
Joe foi bem lento ao a penetrar. Demi podia sentir o seu membro bem duro e pronto para a fazer ter um orgasmo. Joe estava bem excitado, o membro dele pulsava e doía de tanta excitação. Depois de penetrar bem fundo nela, ele começou a fazer os movimentos bem lentos. Ele chegava a dar a entender que iria retirar tudo de dentro dela, fazendo Demi gemer de frustração, mas logo voltava afundando ainda mais fundo dentro dela. Ela se sentia completa a cada estocada, Joe sabia muito bem como a levar a loucura, ele sabia os ritmos exatos que ela precisava e os que deixava ela mais excitada.

 
- Hum... Isso é muito... muito bom – Demi gemia no ouvido de Joe. Joe ia em um ritmo lento e ao mesmo tempo prazeroso, o que Demi estava achando muito bom. - Eu quero mais rápido. - Joe não exitou ao receber o pedido de Demi de ir mais rápido.

 
Eles já estavam cobertos de suor e pelo estado de prazer que estavam, mal conseguiam mesmo lembrar o próprio nome. Eles nunca haviam experimentado esse tipo de sexo. Um lento, com calma, sem aquela coisa maluca, com posições mais esquisitas possíveis, aquele sexo com movimentos rápidos. Joe beijava Demi a fim de reprimir os gemidos altos que a mesma dava. Ele sabia que do quarto de David, o menino poderia escutar.

 
Depois de algumas estocadas bem fortes, os dois finalmente chegaram ao limite. Os dois, na mesma hora. Joe nunca se sentiu tão aliviado como estava. Ele ficou deitado em cima do peito de Demi até que eles se acalmassem e os tremores do orgasmo passasse.

 
- Acho que essa... foi a melhor que tivemos – Demi comentou enquanto sorria. Ela já estava mais calma. Joe sorriu lembrando e deitou do lado dela na cama e a puxou para deitar em seu peito.

 
- Você estava gemendo muito alto... torça para que o Dav não tenha acordado. - Joe riu acompanhado por Demi. A mesma deu-lhe um tapa no braço.

 
- Se eu estava gemendo, era porque estava muito bom, antes eu gritar de prazer do que não... - Demi comentou enquanto acariciava o peito de Joe. - Mas... eu espero que o Dav não tenha acordado. - Eles dois riram novamente.

 
- Acho que precisamos de um banho... - Joe comentou ao observar eles dois e perceber que eles estavam totalmente cobertos de suor.

 
- Precisamos... - Demi se apoiou nele e o beijou, dando um selinho em seus lábios. - A partir de hoje, pode ficar tranquilo porque você nunca mais vai broxar na sua vida... - Joe riu com o comentário de Demi, ele nem mesmo lembrava do motivo deles terem feito amor tão delicadamente. Ele nem mesmo lembrara que era porque ele tinha broxado a algumas horas atrás. No momento que Demi entrou no quarto, ele simplesmente esqueceu tudo em volta. Era assim que ele se sentia, quando ela estava em sua frente, não existia mais nada no mundo.

 
- Eu amo você – Joe sussurrou entre o beijo. Demi nem teve tempo de responder e quando se deu conta ela já estava sobre Joe e ele já estava a penetrando novamente e começando o que eles haviam terminado a pouco.


~
 
Oiiii!!! vocês sentiram a minha falta?? eu senti muita a de vocês, confesso que eu estou morrendo de saudades das meninas no whats :(( bom, eu estava doente, não tive como escrever/postar para vocês, minhas aulas já voltaram então eu vou me esforçar ainda mais para poder estudar mais e escrever mais para vocês :) Obrigada Nathi, eu estou melhor :) ah e seja bem vinda!!! <3
Comentem, ok??? Beijoooos amores <3
 
Ps. me perdoem pelo péssimo HOT, acho que perdi o jeito :/

9 comentários:

  1. amei esse capitulo <3 dhjfgb fdbvhf véi eu amo essa fanfic defjfg beeijos

    ResponderExcluir
  2. Acompanho desde o começo, mas nunca comentei nada... Amo essa fic! E esse cap foi muito bom... Parabéns.. :)

    ResponderExcluir
  3. ai meu core...que capitulo mais romântico.
    simplesmente adorei *--*
    joe e demi é tanto amor sz
    diva...posta quando puder viu.
    esse hot foi perfeito u.u
    beijosssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Mari!! Que cap mais que perfeito!! Adorei!! Você escreve super bem!! Parabéns!!! Poste o cap quando for melhor pra você!! Nós esperamos!! Seus caps são maravilhosos!!! Bju!'

    ResponderExcluir
  5. ADOREI, tah perfeito, poste quando der ;)

    -Nathi

    ResponderExcluir
  6. Nada disso menina! Seu hot é perfeito, foi muito lindo a Demi o ajudar a superar um trauma besta de adolescente, agora o Joe não vai mais broxar.. Será? kkkk O capítulo está perfeito, ok? Só faltou o Dav para irradiar fofura. Poste quando der, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Hoje é aniversário da nossa DEMETRIA, estou muitoooo feliz!

    ResponderExcluir
  8. Selinho: http://umahistoriadeamorlindajemi.blogspot.com.br/2014/08/demi-my-angel-my-warrior-my-everything.html

    ResponderExcluir

Deixem um comentário e deixem uma "escritora" feliz :D