20.10.14

Capitulo 15 - A Sexóloga - 2° Temporada

 
~
 
- Meu Deus, eu ainda não acredito que a Sra. Oliver veio te procurar de novo... que velha maníaca por sexo. - Julia falou ainda um pouco assustada. Selena e Demi riram. Realmente elas não conseguiam entender como uma “velha” gostava tanto de sexo e sempre ia procurar Demi para novas dicas e tirar duvidas.
 
- Confesso que não é nada fácil a consultar
 
- Eu ia pensar que eu estava consultando a minha avó. Sério Demi, não dá. - Selena olhou para a amiga ainda rindo. Era uma situação muito constrangedora.
 
- Por favor, vocês duas não saiam espalhando a vida sexual da Sra. Oliver pelo hospital e até pelas ruas. Tenho que manter sigilo médico, e vocês não podem me dedurar. - Demi as alertou, não seria nada legal para a imagem dela como profissional sair contando os casos que ela escuta na sala como sexóloga.
 
- Você sabe que pode confiar na gente...
 
- Opa... o sue gato está vindo aí Demi. - Demi acompanhou o olhar de Julia que estava direto sobre Joe. Ela olhava com os olhos brilhando, também não tinha como uma menina como Julia, com apenas 18 anos não olhar para um homem gostoso como Joe sem babar.
 
- Tira o olho Julia, esse ai já tem dona, e é bem domado. - Demi brincou com a assistente. Ela gostava muito da menina e entendia que ela estava em uma idade em que os hormônios não se controlam, não importa qual seja o homem que veja.
 
- Olá garotas. - Joe falou com a sua apaixonante voz grossa e sexy ao se aproximar das meninas. Julia logo se abanou como se estivesse sentindo calor só com a presença de Joe.
 
- O que você esta fazendo aqui? - Demi foi bem direta e recebeu um olhar de repreensão da amiga e da assistente. Joe a olhou sorrindo como se ela tivesse a cumprimentado com um beijo. Demi odiava quando ele a irritava dessa maneira.
 
- Estou bem, amor. Vejo que você não teve um bom dia... - Joe balançou negativamente a cabeça ainda tentando a irritar. Demi revirou os olhos e sem paciência apontou a porta do consultório dela, sinalizando para Joe entrar. Ela não iria discutir com Joe na frente de Selena nem de Julia, apesar de que ela provavelmente iria contar a Selena detalhes mais tarde.
 
- Meninas, peço desculpas, mas vou ver o que o idiota do meu marido veio fazer aqui... já volto. - Demi deu tchau a Selena e a Julia e entrou na sua sala, já querendo matar Joe.
 
- Vejo que não mudou o jeito das consultas... - Joe comentou observando a sala de Demi. Ela se sentou no sofá do lado dele, tentando ao máximo não sentar tão próxima. - O consultório continua da mesma forma...
 
- É um padrão, não importa onde eu exerça a função, o consultório irá conter as mesmas coisas, no máximo irá mudar os móveis de lugar.
 
- Vejo também que não mudou o seu jeito de se vestir... - Joe comentou cruzando os braços sobre o peito ao ver que Demi usava um conjunto de saia e blusa, com a saia bem colada as suas coxas e de um comprimento que deveria ser proibido usar no trabalho. A blusa de Demi era branca de seda, desenhando bem o sutiã rendado rosa bebê que ela usava por baixo. Foi a primeira coisa que Joe notou. O seios de Demi bem perfeitamente arrumados em um decote exposto por causa de um dos botões da blusa que havia sido aberto. Propositalmente, pensara Joe.
 
- Veio aqui para me criticar? Porque se foi isso, peço que vá embora agora e não volte até ser uma companhia mais legal... não quero entrar nessa mesma discussão de novo.
 
- Hey, eu vim em paz. Só queria saber como você está. - Joe segurou a mão dela um pouco forte, mas não para a machucar, apenas para a impedir de evitar o toque dele. - Senti sua falta. Ainda sinto. - Joe acariciou o rosto dela levemente, fazendo carinho.
 
Demi pensou em levantar e evitar que Joe a tocasse novamente, ou ele pensaria que ela estava cedendo aos encantos dele. O que era cinquenta por cento verdade. Mas Demi foi mais esperta que ele, e em questão de segundos, levou seus lábios para perto dos dele. Roçando delicadamente seus lábios aos dele, Demi aproveitou e levou uma das mãos ao peito de Joe, o acariciando.
 
Joe aproveitou a situação e levou uma de suas mãos até a coxa quase descoberta dela, e a alisou. Ele pensara que Demi logo iria ceder, que iria o perdoar e iria voltar para casa. Não aguentou mais e puxou Demi para o seu colo, fazendo com que ela sentasse com uma perna de cada lado do corpo dele. Os dois gemeram ao sentirem as intimidades tocarem.
 
Demi mordeu o lábio inferior de Joe forte e o puxou de leve, arrancando um gemido rouco do marido. Ela não aguentou mais esperar, nem o pirraçar e o beijou. Era um beijo com força, desejo, paixão, saudades e vários outros sentimentos misturados. Gemidos altos eram soltos e abafados quando suas línguas se chocavam nessa brincadeira de excitação.
 
Joe apertou forte a bunda da esposa ao sentir ela se roçando sobre o membro dele, que já estava duro e pulsando, doido para se enterrar profundamente na entrada quente e apertada de Demi. Aquele lugar era a casa de Joe. E o seu “Big Joe” não aguentava mais ficar fora de casa, ou ser acariciado por uma mão que não o satisfazia tanto quanto a mão de Demi. Aquelas mãos. Aquelas mãos que o fizeram se apaixonar pela sexóloga em Miami.
 
- Hum... como eu senti falta desse gemidinho – Joe sussurrou no ouvido de Demi quando a mesma gemeu de excitação enquanto ele brincava com seu pescoço, o dando mordidas e beijos molhados. - Não é a mesma coisa nos sonhos... gosto da realidade.
 
- Então... você vem tendo sonhos eróticos comigo... - Demi continuou simulando o ato sexual enquanto Joe continuava a brincar de dar leves mordidas em seu corpo, agora o seu decote era o local escolhido pela brincadeira dele.
 
- Muitos... não é fácil ter que dormir mais de três dias sem você comigo – Demi sorriu maliciosa e logo começando a desabotoar a calça de Joe e ele logo sorriu animado. Ele estava muito excitado e na posição que ele e Demi estavam e a forma em que Demi rebolava em cima do sue membro não ajudava muito.
 
- Pena que vai ter que se contentar só com os sonhos mesmos... - Demi deu uma mordida bem forte no lábio inferior de Joe que o fez gemer de dor. E também de frustração ao ver ela levantar do colo dele o deixando completamente desnorteado. Ele estava com a respiração acelerada, o corpo todo tremia de excitação e Demi brincara com ele. Ela o seduzira, o deixando excitado e dolorido.
 
- Amor... não faz isso comigo... - Joe choramingou tentando controlar a respiração. Demi o olhava agora já sentada em sua mesa como se aquela cena não tivesse ocorrido a alguns minutos antes. - Olha para a minha situação. - Joe praticamente gritou apontando para o membro dele que ela colocara para fora da calça segundos antes de o deixar confuso.
 
- Hum... não vejo nada de errado com o seu pênis Sr. Jonas. Você tem uma boa ereção, e pelo visto, também não me parece que irá broxar. Você praticamente esta quase perto de um orgasmo. - Demi pegou um hidratante e passou nas mãos ainda sem olhar para Joe e o provocando, o tratando como se ele fosse um paciente. - Acho que você precisa de uma mãozinha... mas cuidado, se vier muito rápido, pode ser problema de ejaculação precoce.
 
- Demi, parou a brincadeirinha. - Joe resmungou visivelmente chateado e ainda muito duro. - Não é engraçado o que você tá fazendo comigo.
 
- O que? Eu estou adorando! - Demi soltou uma gargalhada alta. - Poxa, não era para você se vestir ainda. - ela olhou para ele fingindo estar chateada. Joe se vestia novamente, com um pouquinho de trabalho já que seu membro continuava bem duro e não iria voltar ao normal enquanto ele não tomasse um banho bem gelado, já que Demi não iria o ajudar - Iria perguntar se você não queria ir até o banheiro e usar as suas mãos... o banco de esperma do hospital está precisando de doações. E você parece ser um daqueles que tem um esperma maravilhoso, deve fazer crianças muito lindas. As mamães solteiras iriam ficar feliz...
 
- Já chega... tudo bem, você esta me fazendo pagar pelo o que eu te fiz, por tudo o que te falei, tudo bem, eu mereço, mas eu posso te afirmar de que um soco na cara doeria bem menos do que o que você acabou de fazer comigo... - Demi por um pequeno segundo sentiu pena de Joe, os olhos dele estavam marejados. Mas ela não podia se deixar levar por lagrimas. O que Joe fizera foi bem pior. Ela ainda sentia os pulsos doerem. Ela ia fazer ele pagar por isso.
 
- Onde está o nosso filho? - Demi perguntou arrumando a mesa e já se dirigindo para a porta, querendo logo sair da sala, ela sabia que se demorasse mais alguns minutos sozinha com Joe e ele a olhando como um cachorrinho abandonado, ela ia ceder e iria terminar com o trabalho que ela começara com ele.
 
- Ele esta com a Miley...
 
- Ótimo, já estou indo para casa. - Demi saiu da sala sendo acompanhado por Joe que agora estava mais calmo, mas ainda com um volume nas calças, que não passou despercebido pela assistente de Demi.
 
- Demi... ele parece ser tão grande... o Joan não é desse jeito... - Julia bem encantada sussurrou para Demi que corou um pouco mas logo colocou um sorriso satisfatório e orgulhoso na cara. Era o marido dela de quem a menina estava falando, por mais que eles estejam em um joguinho de quem aguenta mais, ainda era seu marido e aquela maravilha que ele tem por baixo das calças pertencia a ela.
 
- O Joan ainda é um adolescente de 19 anos, Ju. Ele ainda vai amadurecer e quando isso acontecer, pratique muito sexo com ele até se acostumar com o tamanho do brinquedinho dele... - Joan era o namorado de Julia, e mesmo namorando a menina não deixava de falar sobre homens que iam se consultar com Demi, até mesmo os papais solteiros e gostosos que iam levar os filhos para se consultar com Selena. Quando juntava as três, a recepção virava um “Papo de Calcinha” (É um programa que passa na multishow que várias mulheres se juntam para contar experiências sexuais e trocam dicas e tals.)
 
- Já estou praticando de agora – Julia piscou para Demi. Demi se deu muito bem com a assistente por ela ser que nem ela quando tinha a mesma idade.
 
- Olha quem veio buscar a mamãe no trabalho! - Miley exclamou bem alegre trazendo um David sonolento nos braços. O menino desceu do colo da tia assim que via a mãe. Ele abrira um enorme sorriso e correu para a abraçar.
 
- Meu Deus, que saudades de meu bebezinho... nem parece que dormimos bem agarradinhos hoje. - Demi carregou o seu “bebê” mimoso no colo e o abraçou. Joe os olhou orgulhoso. Ele amava a família que ele tinha e se sentia também um total babaca por ter quase colocado tudo a perder, primeiro machucando Demi do jeito que ele fizera, também as formas que ele a tratara quando eles começavam uma discussão sobre a profissão dela e então a estupida, idiota, sem noção e a pior ideia que ele já teve na vida. Não menos pior do que a de se casar com Mancy.
 
- Eu domi no seu lugar papai – Dav saiu do colo de Demi e logo fora para o de Joe assim que o pai se aproximou deles, para a tristeza de Demi. Ela odiava quando Joe tinha mais a atenção do filho do que ela.
 
- Pelo menos eu estou tranquilo em saber que você que esta tomando o meu lugar, você esta dormindo bem agarradinho com ela mesmo?
 
- Igual você faz papai!
 
- Uau, parece que todo mundo teve a ideia de vim hoje aqui! - Nick caminhou charmosamente até onde eles estavam. Selena nem esperou ele se aproximar dela e já partiu para cima do namorado, o beijando selvagemente.
 
- Nossa, parece que os Jonas decidiram se juntar hoje, e o ano novo ainda é depois de amanhã. - Demi comentou achando muito estranho a aparição dos três Jonas juntos. Miley, Nick e Joe nunca estão no mesmo lugar ao mesmo tempo a não ser que seja alguma comemoração. O porque? As “agendas” de Joe e Nick não se batiam muito com a de Miley, já que a mesma fazia faculdade, e ainda trabalhava. E o irmão de Demi ainda a mantinha só para ele pelas noites.
 
- Mal meu bebê chegou e você já quer o expulsar... tadinho – Selena olhou para Demi fingindo estar emburrada. Ela nem sentia vergonha na cara depois de dar um beijo que parecia mais um sexo na frente do familiares e ainda de alguns pacientes que andavam pelos corredores. E ainda nem disfarçara os lábios vermelhos e os lábios de Nick manchados de batom vermelho.
 
- Bom, eu vou para casa, amanhã irei descansar bastante e me preparar e preparar o meu Dav para a grande festa de ano novo!
 
- Ainda será na sua casa e a do meu irmão? - Miley perguntou meio sem jeito. Ela sabia que a briga que eles tiveram não fora muito boa e que provavelmente não seria uma boa ideia ainda fazer a festa de ano novo da família Jonas-Lovato na casa de Joe e Demi.
 
- Claro, é a maior casa e também a melhor... - Joe respondeu por Demi, a impedindo de cancelar algo. Mas ela não faria isso. Seria lá mesmo, na festa de ano novo que ela faria Joe provar mais um pouquinho de suas brincadeirinhas. Ela só não queria que ela cedesse a ele.
 
****
 
- Obrigada pela carona. - Demi sussurrou um pouco cansada logo quando Joe estacionou o carro em frente ao prédio onde Demi estava morando agora com o filho deles e com a mãe.
 
- Eu vou te ajudar com o Dav... - Joe sussurrou de volta, odiando o silêncio que se instalara entre eles desde o pequeno Dav pegar no sono no caminho. Joe oferecera carona a Demi com esperança de que as coisas entre eles melhorasse, ele queria poder tomar coragem e puxar conversa com ela, mas ele não conseguira.
 
Demi assentiu concordando e o acompanhou até o prédio. Ela se sentia muito agradecida por Joe tê-la oferecido uma carona, porque ela não ia conseguir carregar o filho dormindo e ao mesmo tempo a bolsa dela, a mochila que Dav levara para sair com o pai e algumas sacolas de roupas que ela havia comprado no seu intervalo do almoço. Eles subiram novamente em silêncio e continuaram do mesmo jeito até que David acordara quando o pai o colocara na cama.
 
- Por favor, dome aqui papai! - Dav sussurrou abraçando Joe. Ele sentia tanta falta de dormir sabendo que os pais estavam dormindo na mesma casa que ele. Ele não entendia muito bem o porque que eles agora estavam dormindo em casas separadas, mas ele se sentia muito triste com isso.
 
- A sua mãe não vai gostar dessa ideia. - Joe sussurrou também triste, ele queria mais que tudo poder dormir com Demi, bem agarrado a ela, do jeito que eles dormiam todos os dias.
 
- Ela sente sua falta... ela ama você.
 
- Eu sei... o papai vai deitar aqui com você um pouquinho até você dormir e eu prometo que eu vou fazer de tudo para que assim que você acordar, você me vê aqui, tudo bem? - Dav assentiu e deitou na sua cama. Joe deitou do lado dele e ficou contando historias até ele dormir.
 
Joe deu um beijo de boa noite no filho e sussurrou um “eu te amo” assim como ele fazia todos os dias. Ele saiu do quarto com cuidado e foi até o encontro de Demi. Que estava sentada no balcão da cozinha com segurando duas xicaras que logo pelo cheiro, Joe notara que ela fizera chocolate quente.
 
- Fiz chocolate quente para nós dois. - Ela sorriu e entregou uma xicara a ele, que sorriu ao sentir o aroma do chocolate invadir seu nariz.
 
- Tenho certeza de que esta delicioso...
 
Eles tomaram o chocolate ainda sem falarem nada. De vez em quando eles se pegavam trocando olhares amorosos e alguns até mesmo maliciosos, mas não queriam quebrar aquele silencio que por mais perturbador que parecesse, evitava uma provável briga entre eles.
 
- O Dav estava meio triste... - Joe finalmente quebrara o silêncio quando eles terminaram de tomar o chocolate quente.
 
- Eu sei... ele não esta muito entusiasmado com essa ideia de morar longe do papai dele...
 
- Ele me pediu para dormir aqui hoje... - Joe comentou querendo que ela cedesse pelo menos naquele momento e o chamasse para dormir com ele.
 
- Bom, aqui tem mais dois quartos desocupados, se você quiser pode dormir em qualquer um deles, eu não me importo. - Demi deu de ombros e levantou da cadeira e ia sair em direção a sala quando Joe a puxou levemente pelo braço a fazendo parar e olhar para ele.
 
- Dem... deixa eu dormir hoje com você... por favor, eu não sei mais o que é dormir, eu passo a noite toda acordado, tentando pelo menos fingir que você esta lá deitada ao meu lado, mas tudo o que eu tenho é o seu travesseiro com seu cheiro, mas isso não é suficiente para mim... - Joe suspirou já aceitando que poderia levar um não e ainda ser expulso do apartamento, mas ele tinha que tentar, ele havia prometido ao filho que ele ia tentar fazer Demi mudar de ideia e ela o deixar dormir com ela, era o primeiro passo para eles voltarem. - Eu não consigo dormir desde que você saiu de casa, eu to um caco, o máximo que eu consigo dormir é umas 2 horas.
 
Demi agora fora quem suspirou, ela percebera que Joe estava com uma expressão mais cansada. Ele provavelmente estava dizendo a verdade sobre não estar conseguindo dormir. Ela também estivera na mesma situação, mas só conseguira dormir porque tinha Dav para lhe fazer companhia, um dos homens da vida dela, um dos amores da vida dela. E ela por um momento se sentiu uma vadia por não pensar em Joe e lhe tirar o conforto que o filho o trazia.
 
- Só hoje... confesso que eu estou sentindo muita falta de dormir abraçada com você... - Joe sorriu e quase a agarrou quando ela deu um sorrisinho tímido. - Mas... nada de sexo. Apenas dormir, eu estou bastante cansada e você também parece estar e acho que uma única coisa que podemos fazer para acordarmos melhor é dormir nos braços um do outro.
 
Joe assentiu e seu coração explodiu de alegria ao sentir Demi timidamente o dar um selinho e logo o puxar em direção ao quarto que ela estava dormindo.
 
- Vai logo tomar o seu banho, eu tenho algumas roupas suas aqui, depois eu tomo o meu. - Joe a olhou assustado, ele não lembrava que Demi tinha levado alguma roupa dele, mas isso já foi um ponto positivo para ele. Ela tinha roupas dele para fazer a mesma coisa que ele fazia com as roupas dela, para sentir o cheiro um do outro. Algumas noites em que Joe tivera que viajar a negócios, Demi além de dormir vestindo uma cueca box e uma camisa de Joe, ela ainda dormia com uma outra camisa agarrada ao peito, era uma forma de sentir ele mais próximo.


~
 
Oiii!!! Graças a Deus meu ombro não estar mais dolorido (mas infelizmente agora eu estou ficando gripada), eu consegui terminar o capitulo, não sei se vocês gostaram do capitulo, mas eu espero que sim <3 Por favor, peço mais uma vez que comentem, os comentários cada vez mais estão diminuindo conforme os capítulos são postados e isso não é legal porque as visualizações só aumentam... :/
 


15 comentários:

  1. Ameeeei!! Caralho q tudo!! Bjao mari e sdds sua no grupo

    ResponderExcluir
  2. Aw esse Joseph.... impossível de não se apaixonar, ele sempre se declara ne?
    A Demi é mais durona, mas mesmo assim é maravilhosa ♥

    ResponderExcluir
  3. Mari!
    Estou amando a fic, está perfeita!
    Dav tão amorzinho, quero um p mim sz
    Quero q essa festa chegue logo, sinto q irão acontecer coisas muuuuuuuito interessantes!
    Quero tb que eles se resolvam logo! Joe está arrependido, mas tenho q admitir, o q ele fez foi muito grave... Os dois deveriam conversar sobre isso.
    Posta mais!
    Estou roendo as unhas já :p
    PS: aq é a Bruna q está postando no Emoção, ok? Meu celular n reconhece meu perfil do blogger :$ vou lá avisar no tt ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sou eu essa de cima gdsfghdfd ♥

      Excluir
  4. :O que capitulo ! Posta mais plll,
    Amando ! Joe demi agarradinho! Ano novo promete !!!!

    ResponderExcluir
  5. Perfeição define esse capítulo
    Esses dois ❤️❤️❤️❤️❤️❤️
    To adorando tudo
    Posta quando puder linda
    Beijoss

    ResponderExcluir
  6. Eita que mulher cabeça dura..., ela tem a parcela de culpa dela tbém.... e homem é assim, se não tem em casa vai procurar na rua por mais que ele ame a mulher..... eles sabem separar muito bem sexo de amor...., fica esperta dona Demi..... apesar que eu acho que esse Joe não teria coragem..... mas, vai saber né...... a fic está ótima Mari..... Continua.....

    ResponderExcluir
  7. Amei o cap mari
    Tava crendo q ia ter hot 🙊
    Tadinho do Dav 😕
    Hmmmm esses dois dormindo na mesma cama ...
    Posta logo

    ResponderExcluir
  8. eu to amando cada vez mais essa história, o amando muito muito mesmo <3

    ResponderExcluir
  9. Puts que capitulo lindo na boa! Amei de vdd... Achei tao fofo que parece historia de vdd! Parabenss e nao para de postar!! Bjs

    ResponderExcluir
  10. AWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW que fofos <3

    ResponderExcluir
  11. ta muito bom,posta logo pfv!!!^o^

    ResponderExcluir
  12. Será q vai ter hot??

    ResponderExcluir
  13. MORRI MIL VEZES. FOI ÓTIMO O QUE A DEMI FEZ COM O JOE XJOADIJSA ELE SUPER MERECEU. EU ADORO ESSAS CENAS DA DEMI COMO SEXÓLOGA, É MUITO, MUITO, MUITO MARA! CARA, ATÉ AGORA EU TO RINDO DA CARA DE TACHO DO JOE, FOI UM SAMBA A+ MARI! Ok, chega de caps. Ficou muito bom o capítulo, eu só fico com dó do Dav, tadinho, ele é tão pequeno e deve estar perdido do meio dessa confusão dos pais, e pelo visto a reconciliação será complicada. Beijos e posta mais que tá muito bom!

    ResponderExcluir

Deixem um comentário e deixem uma "escritora" feliz :D